Como criar metas inteligentes e alcançá-las

Dicas

A criação de metas não é algo simples, embora à primeira vista pareça ser muito fácil construir bons objetivos. Em geral, é verdade, só vamos perceber que não soubemos fazer boas metas quando não as atingimos – mas aí já é tarde demais. O propósito desse post é mostrar como é possível criar metas inteligentes – e lógico, alcançá-las -, pois na verdade, a boa criação de metas favorece que elas sejam cumpridas. Senão vejamos:

A maior parte dos erros na criação de metas consiste em superestimar a capacidade de atingir os objetivos propostos. O mesmo acontece em sentido inverso: metas subestimadas, em que criamos objetivos super fáceis de atingir e que, portanto, não servem como metas.

Se no primeiro caso, a das metas super elevadas, nos desmotivamos logo, assim que percebemos que não iremos cumpri-las, no segundo caso, a meta é tão baixa que… serve para quê mesmo? Para nada. Sim, errar para cima ou para baixo: ruim nos dois casos, pois não servem ao proposito central das metas que é estimular os colaboradores na medida certa, apontar para um resultado desejável, difícil decerto, mas possível de atingir.

Assim, a boa meta é aquela que é construída da seguinte forma: nem tão fácil que não precisa se esforçar, nem tão impossível que, por mais que nos dediquemos ao máximo, não chegaremos nem perto do resultado. Certamente na sua experiência prática você conhece casos assim.

Bom, a questão é então, como fazer isso? Como fazer metas difíceis mais possíveis, metas que obriguem o esforço, a dedicação maior, mas que sejam atingíveis – com muito empenho, claro? Vamos lá:

 

  • Crie metas com base no seu histórico passado:

Crie metas com base no seu histórico passado, adicionando um acréscimo de evolução, porém com base na expectativa do mercado. Isso quer dizer o seguinte: o histórico do ano anterior serve de balizador dos resultados futuros. Embora possa ocorrer de superar largamente o passado recente, isso provavelmente tem a ver com mudanças mais radicais na estrutura de trabalho, investimento ou condições de mercado específicas.

Dessa forma, o que pode ser feito com razoável confiança é criar metas olhando para o período anterior, projetando crescimento, mas comparando esse crescimento com a expectativa do mercado.

Por exemplo, se o mercado espera crescer 10%, é razoável estimar crescimento acima desse ponto, digamos, 15% ou 20% – pois isso significará ganho real; porém se o mercado cair 10%, será difícil imaginar que você conseguira crescer por exemplo, os mesmo 15 ou 20%.

 

  • Crie metas em níveis:

Muitas vezes um problema é que as metas são muito difíceis para alguns e muito fáceis para outros. Assim, ocorre o problema de metas muito fáceis para os melhores e muito difíceis para os de menor performance. Uma solução boa é criar níveis de metas para com isso aumentar o resultado médio.

Por exemplo, uma meta de 15% outras de 30% e outra de 45%, com premiações diversas. Assim aquele que não consegue 45% (muito) pode conseguir pelos menos chegar em 15% ou em 30% – aumentando a média de resultado da empresa e estimulando os grandes resultados.

 

  • Crie metas e monitore “quebrando” o objetivo em resultados menores:

Esse ponto é fundamental para atingir seus resultados. Não importa apenas criar o grande resultado, mas “quebrar”, ou seja, dividir esse resultado anual em semestre, trimestre, mês e, dependendo do caso, até dia. Isto é, a regra para monitorar um grande número é acompanhar a evolução dos pequenos números, as metas mensais, trimestrais que irão gerar o grande resultado anual.

 

  • Desdobre a meta em pequenas tarefas:

 Ok, você tem uma meta para atingir, digamos, vender X reais por ano. Mas o que isso significa em termos de visitas a clientes? Em termos de envio de propostas? Em termos de geração de leads? Como você está vendo, o segredo para atingir metas é desdobrá-las em pequenas tarefas de execução que sejam acompanháveis e gerenciáveis.

Assim, você deve ter submetas, que são as tarefas necessárias que você tem que executar para atingir o grande resultado. Sempre funciona, mas o problema é que frequentemente não nos empenhamos nessas tarefas, como se os resultados fossem acontecer magicamente. Não vão.

Apliquem essas dicas pois elas irão ajudar bastante a melhorar o seu desempenho. O segredo do sucesso começa com o desenho de uma boa meta e com a nossa capacidade de atingi-la.

Se você não quer parar por aqui e saber como ser um corretor imobiliário de sucesso, aplicando essas dicas aliadas a estratégias, clique aqui e veja o que separei para ajudar você a superar suas metas de vendas!

 

Por: Marcos Kahtalian, Sócio-Diretor da Brain Inteligência Corporativa.